Aumente a rentabilidade no canteiro de obras com tecnologia!
7 fev

Aumente a rentabilidade no canteiro de obras com tecnologia!

  • By: MA Frota
  • Notícia
  • Comentários desativados em Aumente a rentabilidade no canteiro de obras com tecnologia!

Com o objetivo de reduzir custos, agilizar procedimentos e facilitar processos no canteiro de obras, a tecnologia já está auxiliando no aumento da produtividade e na redução de custos em varios s setores da economia.

Na construção civil, não é diferente. Um levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas revelou que seis em cada dez empresários do ramo pretendem investir em ferramentas tecnológicas com a finalidade de otimizar recursos.

Dispositivos móveis como smartphones, tablets e sistemas de gestão eletrônico têm sido cada vez mais usados no canteiro de obras para economizar tempo de planejamento, verificação e cumprimento das tarefas. E, em alguns casos, funções ou atividades necessárias ao processo de uma obra foram altamente apoiados pela tecnologia. É o caso do Apontamento da produção.

O que muda com o apontamento eletrônico da produtividade no canteiro de obras?

Antes , o apontamento era realizado pelo funcionário que andava pelocanteiro de obras munido de caneta e papel. Para cumprir sua responsabilidade de fazer levantamentos, registros da mão de obra, distribuir ordens de serviço e acompanhar o desenvolvimento das atividades era preciso anotar tudo e manter as informações organizadas na prancheta. Mas, como manter o planejamento em uma obra que lida com dezenas ou centenas de funcionários e atividades de forma paralela em planilhas de papel?

É aqui que entra a tecnologia. O apontamento eletrônico é uma maneira de manter a qualidade na prestação desses serviços, dentro do canteiro de obras (que é onde tudo acontece) e de modo que o tempo seja otimizado com esse processo. Esse tipo de solução baseado na tecnologia permite obter com um toque informações preciosas sobre o desenrolar de uma obra:

Informações sobre a produtividade dos serviços;
Histórico dos trabalhos já desenvolvidos;
Cumprimento de prazos;
Projeção dos gastos e custos com a produção;
Diminuir custos para aumentar a rentabilidade no canteiro de obras

A partir do momento que uma construtora opta por apostar na tecnologia para manter o controle em um canteiro de obras, uma consequência natural é a redução dos custos. Em primeiro lugar porque não é preciso manter uma equipe completa para cuidar da gestão da informação de uma determinada obra. Softwares e ferramentas tecnológicas que armazenam esses dados e podem ser acessados e atualizados de qualquer lugar e em qualquer momento são capazes de facilitar os processos.

Em segundo lugar porque facilita o controle do que é feito dentro docanteiro de obras. Informações organizadas e controle rígido facilitam ao gestor identificar os erros, como os gastos em excesso, por exemplo. Fechar a torneira e evitar desperdícios como o de material, permitindo maior rentabilidade, já que os gastos que seriam considerados excedentes serão convertidos em economia de recursos.

A vantagem do acompanhamento do canteiro de obras em tempo real

Seja no canteiro de obras ou dentro do escritório é possível acessar as informações da obra e os resultados do que está sendo feito com o passar dos dias. O acompanhamento em tempo real permite que decisões sejam tomadas com mais rapidez e possíveis erros em um projeto sejam identificados antes que se tornem grandes demais para exigir uma grande reparação.

Isso se transforma em resultados. Um deles é a diminuição em torno de 50% do retrabalho no canteiro de obras e aumento aproximado de 20% na produtividade e queda de 15% em média com atividades não previstas pelo planejamento inicial. (Estatísticas aferidas com base nos resultados doMódulo de Apontamento do Mobuss Construção)

Isso se deu, principalmente pelo acompanhamento em tempo real, possibilitado por mudanças na organização da produção, das atribuições da mão de obra, produtividades dos equipamentos usados nas obras, otimização dos recursose acompanhamento dos resultados.

Fonte: Revista Construa

Posted in: Notícia

MA Frota © Todos os direitos reservados.2018

Powered by MaisNegócios